Radiocirurgia e Radioterapia Estereotáxica Fracionada

 A radiocirurgia estereotáxica é um método consagrado, principalmente para uso em patologias do Sistema Nervoso Central, como mal-formações artério-venosas, cavernomas, meningeomas, Schwanomas (neurinomas) do nervo acústico e gliomas. O Instituto do Radium utiliza esta tecnologia desde 1990, com uso do acelerador linear, possuindo o sistema de cones, micromultileaf e multileaf dinâmicos. Com este mesmo principio, usa-se, quando o volume da lesão a ser tratada ser incompatível com o uso da radiocirurgia (fração única de radiação) opta-se pela radioterapia estereotáxica fracionada. Em ambas situações o Instituto do Radium possui softwares de planejamentos que permitem associar a radioterapia de intensidade modulada (IMRT), a qual aumenta a homogeneidade da distribuição de dose.

Esta mesma tecnologia pode ser utilizada, atualmente, para lesões fora do craneo e a segurança do tratamento é dado por acessórios que fixam adequadamente o corpo do paciente e através de sistema de raios infravermelhos, faz-se uma localização precisa da colocação da radiação numa determinada região anatômica. Esta tecnologia permite diminuir a duração do tempo de tratamento do paciente.

 

 acelerador MultiLeef

Acelerador Linear MultiLeaf

sistema de radiocirurgia com cone

Sistema de Radiocirurgia com Cone

 
 radioterapia extracraniana

Radioterapia Extracraniana

 radioterapia estereotaxica fracionada com sensor de raio infravermelho

Radioterapia Estereotáxica Fracionada
com sensor de raio infravermelho
 

 Sensor de Raio Infravervelho

Sensor de Raio Infravermelho

 sistema de fixacao da arcada dentaria bit block

Sistema de fixação da arcada dentária
Bite Blocker

 cranio

Cerebral

 radiocirurgia craniana

 Pulmão

 cranio2

Crânio

 mav2

MAV